A FILHA DA NOITE

 

Por

 

Nazarethe Fonseca    

Todos os direitos reservados a Autora®

 

 

 

E enquanto a filha da noite passeia por campos perdidos,o mundo gira,as vidas continuam em seu ritmo interminável.

Amores vêm e vão, pela terra passam estações e tufões.

A vela continua acesa em suas mãos, os pássaros ainda vão cantar.

A filha da noite continua caminhando é seu destino, caminhar.

Ela busca o que existe dentro da alma dos puros, amor verdadeiro.

O que ela quer? O que ela sonha?

O que seus olhos triste precisam ver para que ela possa sorrir?

O que o amor lhe fez, o que a vida deixou para seu coração quebrado?

Sua dor é tão grande e seu pranto ainda cai sobre a chama da vela sem apaga-la.

Deixe-a sorrir, deixe o sol brilhar dentro da noite que vive em seu olhar.

O que importa se o mundo mudar?Ele precisa mudar para prosseguir.

Ela quer amar, ela quer viver no amor.

Não quebrem seu coração, não ceguem seus olhos, deixem-a sorrir.

Quando ela sorrir o mundo vai mudar.

Deixem a filha da noite sorrir.

Espantem os pássaros da tristeza, acendem a fogueira para o ritual,

Convidem a filha da noite ela sabe canta o velho cântico dos Deus do passado.

A aguai, a serpente voltaram.

O lobo e o corvo já nos observam.

A filha da noite esta entre nós.

E ela só que o amor.

:: Postado por Nazarethe Fonseca �s 14h31
::
:: Enviar esta mensagem

ankh

[ Perfil ]

Nazarethe Fonseca
Sou uma mulher, pois, assim o divino me destinou a ser. Estou em constante mudança, evolução e até mesmo sujeita a retroceder. Pois nesse corpo bate um coração, nessas veias corre sangue. E como um animal “consciente, falante, civilizado”, posso incorrer a enganos, atos impensados. Não me limitarei a dá qualidades, pois talvez somente eu as perceba. Citarei que acho mais obvio em minha natureza humana, feminina. Tento sempre ser positiva, otimista, sem parece hipócrita, amiga, segura, forte, persistente, grata, consciente, tolerante, paciente, sagaz, ter um propósito, ser movida pela fé, pela idéia de que a nossa volta existe algo mais que o vazio, o silencio ensurdecedor. Talvez isso não seja tudo, mas certamente é o que me ocorre a essa altura da vida. Pois nada pode ser perpetuo quando somos mortais.



[ Favoritos ]





.::ONDE ACHAR O LIVRO::.


SARAIVA

LIVRARIA CULTURA

TRAVESSA

.::MINHAS COMUNIDADES::.
ORKUT
BELTRANO
GAZZAG

Vestindo: Vestindo
Tempo: Tempo
Sentindo: Sentindo
Bebendo: Bebendo
Comendo: Comendo
Ouvindo: Ouvindo
Lendo: Lendo
Assistindo: Assistindo
Navegando:
Navegando
MSN: Falando com...

Links

:: Alma e Sangue, O Império dos Vampiros
:: Alma e Sangue, O Despertar do Vampiro

Votação

Dê uma nota para meu blog

:: INDIQUE ESSE BLOG

Arquivo do Blog

25/10/2009 a 31/10/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
25/11/2007 a 01/12/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
03/12/2006 a 09/12/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/02/2006 a 18/02/2006
01/01/2006 a 07/01/2006
18/12/2005 a 24/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
28/08/2005 a 03/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
08/08/2004 a 14/08/2004
18/07/2004 a 24/07/2004
20/06/2004 a 26/06/2004
13/06/2004 a 19/06/2004

Visitas


O que é isto?

Leia este blog no seu celular


cat

y

ac

s

 


angel

all

alwals



Créditos
Andréa Cândido
Toca Digital